Eleito presidente para o biênio 2019-2020, Segalla prega unidade e altivez para o Poder Legislativo

15/12/2018 - O parlamentar também homenageou as mulheres, revelando o desejo de que mais integrantes do sexo feminino componham a Casa na próxima legislatura

Vereador Segalla presidirá a Casa entre 2019 e 2020

  Após o anúncio da composição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Bauru para o biênio 2019-2020, escolhida na manhã deste sábado (15/12), o presidente eleito da Casa, vereador José Roberto Segalla (DEM), discursou na Tribuna do Plenário, onde agradeceu a confiança depositada em seu nome por meio dos nove votos recebidos e convocou todos os parlamentares a, coletivamente, trabalharem pelo bem da cidade.

  Destacando o bom relacionamento pessoal que mantem junto a todos os vereadores, Segalla pontuou que, a despeito da divisão em dois grupos que marcou o processo de eleição, a partir de agora, o Poder Legislativo deve atuar de forma uma.

  “É necessário um trabalho sem divisões, coletivo. Aqui não há alto ou baixo clero. Não há elite. Há uma Câmara que representa o povo. É fundamental que tenhamos consciência de para quem trabalhamos. Aqui somos Bauru”, afirmou o presidente eleito.

  Segalla destacou ainda a importância de que, na condição de poder constituído, o Legislativo, com altivez, cumpra seu papel de fiscalizar - mas não de impor -, primando pela independência e pela atuação harmônica, como pressupõe o “sistema de freios e contrapeso” que baliza os valores democráticos.

  Nesse sentido, o presidente eleito garantiu que o Poder Executivo contará com o apoio da Casa para aprovar todas as medidas que propuser e forem, de fato, boas para Bauru.

  Encerrando seu pronunciamento, Segalla externou o desejo de que, na próxima Legislatura, haja mais mulheres na Câmara de Vereadores, inclusive para presidir a Mesa.

  “Aprendi que as palavras dos homens, às vezes, não são mantidas. Mas as palavras das mulheres, não temam jamais: uma vez dada é mantida até o final. Homenageio as mulheres e agradeço o voto que me deram”, finalizou o parlamentar.

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa