Vereador Segalla pede volta da Atividade Delegada em Bauru

06/06/2019 - Assessoria de Imprensa

06/06/2019 - De acordo com a PM, Prefeitura só enviou proposta de renovação após o fim do convênio, em março deste ano; acordo permitia a contratação pelo município de policiais e bombeiros em horário de folga

  Na Sessão da Câmara Municipal da última segunda-feira (06/06), o vereador José Roberto Segalla (DEM) apontou problemas decorrentes do fim do convênio entre a Prefeitura de Bauru e a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para a Atividade Delegada, pelo qual agentes da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros podem trabalhar para o município em seus horários de folga.

  O compromisso entre as partes venceu no último mês de março. Desde então, Bauru deixou de contar com o serviço.

  A Prefeitura havia informado o parlamentar que, desde abril, aguarda o retorno da PM para a proposta de renovação enviada.

  Ao buscar informações junto à corporação, entretanto, Segalla soube que, desde novembro do ano passado, a administração vinha sendo avisada sobre o fim do convênio e a necessidade de tomada de providências o quanto antes, em razão dos trâmites burocráticos em São Paulo.

  Mesmo com os alertas, a proposta de renovação só foi encaminhada após o vencimento do compromisso entra as partes.

  Segalla pontuou que a Atividade Delegada vinha funcionando bem em Bauru e sua interrupção tem agravado problemas, como os identificados no Terminal Rodoviário

  De acordo com o vereador, o local tem sido indiscriminadamente ocupado por moradores de ruas.

  Por meio do convênio, a PM conseguia dedicar atenção especial a pontos estratégicos da cidade e ocorrências relacionadas à ausência dos agentes de segurança na Rodoviária têm motivados frequentes queixas de usuários.

Assista à íntegra do pronunciamento

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru