Troféu 'Eu faço a Diferença' será entregue nesta terça-feira, na Câmara Municipal

17/08/2018 - Edição de 2018 premia vencedores que se destacam no combate ao preconceito, à discriminação e à desigualdade; fundador da ABD, professor João Winck recebe o Título de 'Cidadão Bauruense'

Reprodução do troféu: Concha Acústica do Vitória com as cores da diversidade

  Por iniciativa do vereador Markinho Souza (PP), o Plenário da Câmara Municipal de Bauru será palco para a entrega de mais um Troféu “Eu Faço a Diferença”. O evento, que integra a programação da “Semana de Combate ao Preconceito e à Discriminação” (Lei 5.792/10), está marcado para as 19h desta terça-feira (21/08).

  Esta edição, organizada pelo Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual (CADS), premia ações em cinco categorias: Destaque Solidariedade (Fundo Social de Solidariedade); Destaque Cultural (Pedro Popoff); Destaque Direitos Humanos (Dr. Eduardo Jannone da Silva); Visibilidade LGBT (Rafael Botta); e Destaque Assistência Social (Glaucy Amorim F. Florindo).

  Todos os anos, são escolhidas pessoas, empresas e entidades que fazem a diferença no combate ao preconceito e à discriminação e à desigualdade em diversos aspectos.

  Os troféus entregues são réplicas da Concha Acústica do Parque Vitória Régia, com as cores da bandeira da diversidade.

  As atividades da “Semana de Combate ao Preconceito e à Discriminação” em 2018 acontecem até o próximo domingo (26/08).

João Winck - Cidadão Bauruense

  O evento de terça-feira, na Câmara Municipal, marca ainda a entrega do Título de “Cidadão Bauruense” ao professor e militante João Baptista de Mattos Winck Filho.

  Natural de Porto Alegre (RS), o doutor em Comunicação e Semiótica consolidou sua carreira acadêmica na cidade, como professor da UNESP - Universidade Estadual Paulista (UNESP).

  Antes disso, no fim da década de 1980, atuou na equipe de Paulo Freira durante na implantação do Centro de Multimeios Educativos e Tecnologias da Informação da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, durante a gestão Luiza Erundina.

  Em 2008, junto a parceiros, alunos e amigos, fundou a Associação Bauru pela Diversidade, iniciando a militância em prol dos direitos civis e na defesa das populações vulneráveis.

  O ápice deste trabalho se deu em 2010, quando atuou na elaboração do projeto que resultou na aprovação da Lei Municipal que instituiu a “Semana de Combate ao Preconceito e à Discriminação”.

  Nos anos seguintes, também participou da elaboração do projeto que criou o Conselho de Atenção à Diversidade Sexual e do que contempla o uso do nome social de travestis e transexuais nos registros municipais.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru