Empresário Charles Léguille é o novo 'Cidadão Bauruense'

06/12/2018 - Natural da cidade francesa de de Brive-la-Gairllarde, foi homenageado por iniciativa do vereador Markinho Souza por sua atuação em prol da recuperação de uma das mais importantes empresas da cidade

Charles recebe o Título de 'Cidadão Bauruense' do vereador Markinho

  Autor do Projeto de Decreto Legislativo que concedeu o Título de “Cidadão Bauruense” ao empresário Charles Jean Marc Henri Léguille, o vereador Markinho Souza (PP) entregou a honraria ao homenageado pela Câmara Municipal de Bauru em Sessão Solene realizada na noite desta quinta-feira (06/12). Assista aqui

  A solenidade foi conduzida pelo presidente da Casa, Sandro Bussola (PDT), e reuniu ainda os parlamentares Fábio Manfrinato (PP), Francisco Carlos de Gós – Carlão do Gás (MDB), Natalino Davi da Silva (PV) e Yasmim Nascimento (PSC), que agraciou a esposa de Charles, Fernandes Venâncio Fernades Léguille, com um buquê de flores.

  O Poder Executivo Municipal foi representado pelo vice-prefeito, Toninho Gimenez.

  Após a entrega do Título, Markinho expôs algumas das razões pelas quais decidiu homenagear o empresário, natural da França.

  O vereador relatou a importância do papel desempenhado por Charles Léguille como gestor judicial do Frigorífico Mondelli, empresa bauruense, reconhecida mundialmente, mas que teve sua falência decretada em dezembro de 2014.

  Markinho relembrou da mobilização em torno dos trabalhadores, que temiam a perda de seus empregos – o que resultaria em um grave problema social, atingindo mais de 700 famílias, especialmente na região do Mary Dota.

  De acordo com o propositor do Título de “Cidadão Bauruense”, o empresário francês, em meio a dúvidas sobre sua origem e intenções, conquistou o apoio e a confiança dos funcionários, recuperou a fábrica e a marca, tornando a empresa novamente superavitária, gerando emprego, renda e tributos para o município.

  Com o lema “Eu respeito, eu valorizo o Mondelli” e com "caráter e personalidade", realizou “o que parecia impossível”, disse Markinho, que lamentou o fim da gestão de Léguille à frente da fábrica, cujo leilão está marcado para o próximo 10 de dezembro.

  Acompanhado também do filho Benjamin, o homenageado agradeceu a honraria, a qual garantiu ter um símbolo ainda mais forte para um “francês do Mary Dota”, como se autodefiniu.

  Charles agradeceu à Câmara Municipal, à esposa, à família, que assistiu à Sessão Solene pela Internet na Europa, a amigos e aos clientes do frigorífico – o qual chama de orgulho de Bauru –, enfatizando os supermercados bauruenses.

Rodrigo Mandaliti, Rubens Vicente, Jad Zogheib, vereador Fábio Manfrinato, vereador Natalino da Silva, vereadora Yasmim Nascimento, vice-prefeito Toninho Gimenez, Charles Léguille, vereador Markinho Souza, vereador Carlão do Gás o o presidente da Câmara, vereador Sandro Bussola

Aos funcionários

  A recuperação do Mondelli, no entanto, o empresário atribuiu a seus 700 funcionários, “corajosos e fantásticos”. “Devem se sentir honrados junto comigo”.

  O novo ‘Cidadão Bauruense’ também destacou a relevância da família que fundou o frigorífico, projetando-o ao mundo.

  Em razão das lutas de todos os que, ao longo dos anos, dedicaram-se ao sucesso da empresa e, consequentemente, de suas contribuições para a cidade, Charles Léguille sugeriu ainda que, como complemento ao nome de Rosa Malandrino Mondelli, seja atribuída a denominação de Avenida dos Justos à via onde está instalada a fábrica. 

Trajetória

  Charles Jean Marc Henri Léguille nasceu em 07 de setembro de 1979, na cidade francesa de Brive-la-Gairllarde. Sua família atua, desde 1860, no ramo da pecuário e frigorífico.

  Graduou-se em Administração na Inglaterra e na Austrália. Posteriormente, já em sua terra natal, tornou-se especialista em Direito Patrimonial.

  Junta a sua família, possui negócios na França, Espanha, Polônia e, mais recentemente no Brasil.

  Por aqui, e mais especificamente, em Bauru, seus primeiros passos profissionais se deram entre 2004 e 2006, com a abertura de um escritório de exportações de carne.

  Depois disso, atuou em outros países europeus até retornar à França, em 2011, com o objetivo de ajudar o pai na direção dos negócios, até, cinco anos depois, assumir a presidência do grupo, que apresenta faturamento anual médio de R$ 1,5 bilhão.

  Em agosto de 2013 atendendo a pedido judicial, retornou a Bauru para assumir o cargo de gestor judicial do Frigorífico Mondelli, em razão de sua expertise em gestão no setor e por ser o maior credor da empresa.

Esposa do homenageado, Fernanda Léguille recebe buquê de flores da vereadora Yasmim

  

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru