Telma Gobbi pede informatização para a Saúde e sugere parceria com instituições de ensino superior

17/10/2018 - Sem ferramentas de controle para a distribuição, gastos com medicamentos dispararam no município

Telma Gobbi é presidente da Comissão de Saúde

  Preocupada com o aumento de gastos da Prefeitura com a compra de medicamentos, a vereadora Telma Gobbi (SD) cobrou a informatização da Secretaria Municipal de Saúde, especialmente para garantir o rígido controle de entrada e saída de remédios das farmácias públicas. A parlamentar sugeriu ainda que a administração busque parcerias com instituições de ensino superior em busca do desenvolvimento de ferramentas para este propósito.

  De 2016 para 2018, as despesas com medicamentos saltaram de R$ 13 milhões para R$ 22 milhões.

  A falta de controle para a distribuição dos remédios já é alvo de preocupação também do Ministério Público.

  Ao ocupar a Tribuna na Sessão da Câmara Municipal de Bauru da última segunda-feira (15/10), Telma lembrou que a promessa de informatização se arrasta de outras legislaturas. Sem sua implantação, são maiores os riscos de desperdício e de fraudes.

  A vereadora observou que a administração precisa recorrer a soluções simples para o problema, argumentando que medidas não muito custosas são viáveis, especialmente a partir de parcerias.

  Telma Gobbi afirmou que, ao participar de reunião promovida pela Comissão de Ciência e Tecnologia junto a representantes de instituições de ensino superior, na semana passada, ouviu o relato a respeito do desenvolvimento de aplicativo que viabilizou a organização da biblioteca de uma escola – o trabalho foi feito por estudantes.

  “Nós sabemos que Bauru é um berço do conhecimento e muito forte na questão da informática”, destacou a parlamentar.

Falta

  Presidente da Comissão de Saúde do Poder Legislativa, Telma alertou ainda sobre o risco de que falte dinheiro para a compra de medicamentos caso esse tipo de despesa continue crescendo na mesma proporção observada entre os dois últimos anos.

Assista à íntegra do pronunciamento

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru