Sessão Ordinária: criação de 80 cargos de professores na rede municipal de ensino está na Pauta

- Vinicius Lousada

Ajustes no Orçamento da Educação e na recente legislação que regulamentou o estágio probatório no serviço público também serão apreciados

Três processos estão na Pauta da Sessão Ordinária do Legislativo de Bauru para serem apreciados pelos vereadores em Primeira Discussão nesta segunda-feira (04/11).

Os trabalhos começam às 13h, com transmissão ao vivo, direto do Plenário, pela Rádio (93.9 FM) e pela TV Câmara Bauru (Canais 10 da NET e 31.3 UHF Digital).

O conteúdo das emissoras também está disponível, em tempo real, no Portal da Casa, no YouTube e no Facebook.

Dois projetos são relacionados à Educação. O primeiro propõe a abertura de novos 80 cargos de professores para a rede municipal de ensino (Processo 221/19).

De acordo com o prefeito Clodoaldo Gazzetta, a iniciativa está relacionada à demanda pela abertura de novas turmas, em razão da crescente busca por vagas nas escolas da Prefeitura.

“Informamos que o excedente de alunos em fila de espera, voltou a crescer e ressaltamos que tal relação é instável, ou seja, sofre alterações constantes, tendo em vista que a Central de Vagas da Secretaria Municipal da Educação tem atendimento ininterrupto ao longo do ano”, aponta o chefe do Poder Executivo na Exposição de Motivos.

Caso o projeto seja aprovado, o impacto financeiro para os cofres da Prefeitura será de R$ 1,89 milhão em 2020.

A outra matéria promove ajustes no Orçamento da Secretaria Municipal de Educação, por meio da transposição de R$ 1.071.000,00 (Processo 235/19).

De acordo com o prefeito Clodoaldo Gazzetta, esses recursos serão aplicados no pagamento de aditivos com as creches conveniadas da pasta.

Ainda em Primeira Discussão, o Plenário aprecia ajustes na recente legislação que regulamentou o estágio probatório de servidores municipais (Processo 222/19).

Discussão Única

Os vereadores também vão votar o Projeto de Decreto Legislativo que dá o nome de Adalto Dias Giaferri Prado a uma rua da cidade (Processo 241/19). Luiz Carlos Barbosa (PRB) é o autor.