Sandro Bussola cobra proatividade de secretariado e defende que governo repense o papel da Emdurb

17/09/2018 - O parlamentar destacou, entretanto, a necessidade de que os servidores da empresa pública sejam preservados

Bussola: “Precisamos de maturidade, sem temor, para discutir"

  Presidente da Câmara Municipal, vereador Sandro Bussola (PDT) sugeriu, na Sessão Legislativa desta segunda-feira (17/09), que o colapso no serviço da coleta de lixo da última semana sirva para que as equipes do governo repensem o papel da Emdurb (Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural de Bauru).

  O parlamentar citou a grande quantidade e diversidade de serviços prestados pelo órgão, ressaltando a necessidade de que os contratos sejam revistos para que a administração avalie se, de fato, está pagando preços abaixo do que os encontrados no mercado, como se espera.

  Citando o exemplo do Aeródromo da Zona Sul da cidade, Sandro Bussola também questionou se não há outras formas de se gerir o espaço a fim de garantir melhores condições para sua manutenção.

  “Precisamos de maturidade, sem temor, para discutir alguns assuntos. No caso da Emdurb, não temos que ficar só na ideia de transformar em autarquia”, observou o vereador, ressaltando, entretanto, a condição de que os trabalhadores tenham seus empregos preservados.

 Primeiro escalão

  O presidente do Legislativo também dirigiu cobranças diretas ao secretariado, observando que cabe ao primeiro escalão ajudar o prefeito Clodoaldo Gazzetta na proposição de políticas públicas de gestão.

  “Prefeito não faz nada sozinho. Precisam parar de fazer nota que não vira nada, pronunciamento que não vira nada, e começar a produzir de fato”, afirmou Bussola.

  O parlamentar voltou ao episódio da coleta de lixo para materializar suas colocações. Segundo ele, há tempos já se sabe da precarização da frota utilizada no serviço, mas a solução não está na compra de mais caminhões.

  Sandro Bussola falou sobre a importância de que a administração promova ações educativas, intersetoriais, que busquem a redução do volume de resíduos gerado e sua correta separação nos domicílios, inclusive, em parceria com as cooperativas de reciclagem, interessadas em que se amplie a quantidade de materiais destinados a suas equipes.

Assista à íntegra do pronunciamento


ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru