Reunião Pública discute volta às aulas presenciais em escolas públicas e privadas

- Assessoria de Imprensa

Nesta quarta-feira, às 9h da manhã, assunto volta ao Plenário da Câmara por iniciativa da vereadora Chiara Ranieri, que já requereu à administração dados sobre infraestrutura das unidades, EPIs, quadro de pessoal e de alunos da rede municipal

Com a nova gestão à frente da Prefeitura de Bauru, a vereadora Chiara Ranieri (DEM) retoma as discussões sobreo retorno às aulas presenciais nas redes pública e privada de ensino. Questões relacionadas à infraestrutura das escolas e protocolos com medidas de prevenção à COVID-19 devem ser abordadas.

A Reunião Pública ocorre nesta quarta-feira (06/01), a partir das 9h da manhã, com transmissão ao vivo pela TV Câmara (Canal 10 da Claro/NET e Canal 31.3 no Sinal Aberto Digital) e pela Internet, no YouTube e no Portal Legislativo.

A parlamentar conduzirá os trabalhos do Plenário da Legislativo e os convidados e convocados participarão por videoconferência. Entre eles, estão a secretária de Educação, Maria do Carmo Kobayashi, e o secretário de Saúde, Orlando Costa Dias.

São esperadas as contribuições de representantes da Promotor da Infância e Juventude, da Diretoria Regional de Ensino da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, do Conselho Municipal de Educação, do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado de São Paulo (Sieeesp), do Sindicato dos Professores de Bauru (Sinprobau), do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), do Sindicato de Especialistas de Educação do Magistério Oficial do Estado de São Paulo (Udemo), do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bauru e Região (Sinserm), além dos movimentos “União Volta às Aulas”, “Pais pela Educação” e “Escolas Particulares”.

A prefeita Suéllen Rosim também foi convidada.

No segundo semestre de 2020, a vereadora Chiara promoveu Audiência Pública que tratou do retorno às aulas. Leia mais

A partir dos encaminhamentos dela, uma série de reuniões de trabalho, inclusive com servidores da Educação, também foi realizada.

Na ocasião, a parlamentar do DEM pontuou ter sido essencial fazer um diagnóstico da Educação em Bauru neste momento – das condições de saúde dos servidores do setor (grupos de risco, pessoas que já foram diagnosticadas com a COVID-19, condições de locomoção até o trabalho) – à infraestrutura dos prédios escolares (mapeamento dos espaços a serem utilizados por cada escola, quantos alunos e profissionais cada unidade comporta seguindo regras de distanciamento, entre outros).

Para esse diagnóstico, Chiara solicitou, via Artigo 18 da Lei Orgânica Municipal (LOM), informações sobre quantidade de funcionários da Educação que se enquadram como grupo de risco da COVID-19 (separados por cargos e por unidade escolar onde trabalham); obras de estrutura física e tecnológica, além de reformas para adequação de espaços, realizadas pela Prefeitura durante o período da pandemia; raio-X de todas as escolas da rede municipal (área, quantidade de salas, capacidade de alunos – com e sem regras de distanciamento –, quantidade de EPIs necessários para cada unidade escolar); e a quantidade de alunos que ingressaram na rede municipal.