Mediação da Câmara garante apresentação do projeto detalhado e revisado para as obras das marginais da Rondon

31/08/2018 - Resultado de uma sequência de reuniões atende a reivindicações do poder público municipal e de empresários afetados pela construção das novas vias

Reunião foi realizada no Plenário Legislativo

  A concessionária ViaRondon, responsável pela construção das marginais no trecho urbano de Bauru da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), comprometeu-se a apresentar a íntegra do projeto das obras no dia 11 de setembro, no auditório da Prefeitura de Bauru.

  O anúncio se deu em reunião realizada na noite de quinta-feira (30/08), no Plenário da Câmara Municipal, por iniciativa dos vereadores Natalino Davi da Silva (PV) e Yasmim Nascimento (PSC), que contou ainda com a participação do parlamentar Markinho Souza (PP).

  Trata-se de uma conquista da série de encontros promovidos pelo Poder Legislativo, que demonstrou a importância de que a ViaRondon apresentasse com clareza os detalhes das obras, incluindo cronograma e impactos viários aos bairros e empresas instaladas no entorno da rodovia.

  Há tempos, a apresentação do projeto das marginais vinha sendo reivindicada, inclusive, pelo poder público municipal, em nome dos secretários de Obras, Ricardo Olivatto, e de Planejamento, Letícia Kirchner, mas especialmente por proprietários de estabelecimentos prejudicados pelo atraso e pelas indefinições na construção das novas vias.

Atrasos

  A construção das marginais da rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Bauru, começou em junho de 2016, com prazo de entrega das obras para abril deste ano. De lá para cá, no entanto, diversas paralizações inviabilizaram o cumprimento do cronograma inicial.

  Até agora, somente o trecho inicial, nas proximidades do Trevo da Eny, foi finalizado, mas as intervenções são questionadas.

Reivindicações

  Empresários afetados pelo fechamento de acessos da rodovia pediram, na reunião de ontem, mais agilidade dos responsáveis pela obra – fato que já haviam exposto em encontro da semana passada, sem a presença de representantes da concessionária.

  Já em Audiência Pública realizada no início deste mês, foi relatado que algumas empresas já encerram suas atividades às margens da SP-300, por conta de impactos negativos das obras.

  Ontem, alguns empresários chegaram a questionar o mérito da construção das marginais.

  Da parte do poder público, vereadores e secretários demonstraram preocupação com impactos no dia a dia da população dos bairros próximos, em razão das interdições e intervenções nas próximas etapas da obra.

ViaRondon

  Em resposta aos empresários, o diretor de engenharia da ViaRondon, Fábio Arbritta, explicou que a construção das marginais da rodovia é importante para desafogar o trânsito da cidade.

  Já o agendamento para a apresentação no dia 11 de setembro se faz necessário porque as próximas etapas da obra estão sendo revisadas pela concessionária junto à Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

  A respeito disso, Ricardo Olivatto criticou o que chama de “desalinhamento” entre as partes e pediu que, desta vez, o plano das obras seja integralmente disponibilizado ao poder público municipal.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Câmara Municipal de Bauru