Principais desafios para prática de ciclismo no município são apontados em Audiência Pública

- Assessoria de Imprensa

Encontro foi uma iniciativa de Coronel Meira e contou com a participação de representantes do Executivo e de entidades representativas

A Câmara Municipal de Bauru realizou nesta quarta-feira (14/7), por iniciativa do vereador Coronel Meira (PSL), uma Audiência Pública Virtual para discutir e debater sobre a instituição da Semana de Incentivo ao Ciclismo no município de Bauru, bem como o estudo e implantação do Plano de Mobilidade Urbana de Bauru (PLANMOB), publicado em 2019, por meio do Decreto Municipal nº 14.446/19, relacionado às ciclovias, ciclofaixas e ciclorotas no município de Bauru, já aprovado pelo Conselho Municipal de Mobilidade (CMM).

Também participou do encontro o vereador Guilherme Berriel (MDB).

A audiência contou ainda com a presença, por videoconferência, da prefeita Suéllen Rosim (Patriota); do secretário municipal de Planejamento, Nilson Ghirardello; da secretária municipal de Cultura, Tatiana Sá; do secretário municipal de Esportes e Lazer, Flávio Oliveira; do secretário municipal de Obras, Leandro Dias Joaquim; da arquiteta e servidora municipal, Ellen Beatriz Santos Fonseca de Castro; dos membros do Conselho Municipal de Mobilidade, Fabiana Lima e Erik Mulato; do representante do Conselho Municipal de Esporte, Francisco Sanches; da representante do projeto “Pedal em Ação”, Fabrícia Kasama; dos representantes da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural de Bauru (Emdurb), do Setor de Educação para o Trânsito e Mobilidade, Anauá Moreira, Osiana Graciotto e Lauro Bortolomai; do representante da Associação de Engenheiros e Arquitetos e Agrônomos de Bauru (Assenag) de Bauru, Marcos Alves, e a advogada Livette Nunes, da OAB Bauru; além de representantes de entidades e membros da sociedade civil.

Discussão

Coronel Meira disse, no início da audiência, que o encontro é o primeiro passo para se discutir, no âmbito municipal, a criação de uma legislação específica para esta questão.

O parlamentar apresentou dados da infraestrutura cicloviária que o município já dispõe e da prevista no Plano de Mobilidade Urbana de Bauru (PLANMOB), e expôs os principais motivos que o levaram a pensar no Projeto de Lei que estabelece a Semana de Incentivo ao Ciclismo no município.

Hoje, entre ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas de lazer e de trabalho, o município totaliza cerca de 35km de estrutura desconectada, ou seja, em pontos da cidade que não se interligam. O plano estabelece ainda as linhas do traçado que precisam ser feitas com prioridade, cerca de 81km, que custariam aproximadamente R$ 7,5 milhões para a sua implantação.

O vereador destacou o aumento da prática de ciclismo de lazer, acelerado durante a pandemia; a necessidade da implantação do PLANMOB, para melhorar a circulação de ciclistas de forma segura nas vias de Bauru, e os benefícios da prática esportiva para a saúde.

Nilson Ghirardello apontou as principais diretrizes do Plano de Mobilidade Urbana, relacionadas à estrutura cicloviária, pontuando a descontinuidade do traçado cicloviário existente hoje como um dos principais pontos a serem pensados pelo município. Outro aspecto levantado pelo secretário é a importância de um traçado de ruas e avenidas fortalecido e funcional, para a viabilização da ciclovia na malha viária.

Ghirardello apresentou ainda os projetos de traçado que a Seplan já dispõe, que poderão ser instalados em avenidas como a Nações Unidas, Comendador José da Silva Martha, Darcy César Improta e Rosa Malandrino Mondelli.

Convidada para o encontro, a prefeita Suéllen Rosim frisou a importância de que o município melhore seus espaços públicos, trazendo mobilidade para os munícipes. Demonstrando interesse nos projetos apresentados, a chefe do Executivo afirmou que Bauru precisa começar a encarar o quanto antes os desafios estabelecidos no Plano de Mobilidade.

Durante a Audiência Pública, Meira sugeriu que Suéllen Rosim coloque como prioridade a implantação da malha cicloviária na Avenida Nações Unidas, que é ponto de acesso para diversos dispositivos importantes no município.

A arquiteta e membro do Conselho Municipal de Mobilidade, Ellen Beatriz Santos Fonseca de Castro, apontou os principais objetivos do Plano de Mobilidade, como oferecer ao munícipe a oportunidade de escolher o modal com o qual irá se locomover em segurança. Ellen acredita que o estabelecimento de uma semana de incentivo aumentará as vias de comunicação com a população, promovendo conscientização e aumentando futuramente a qualidade de vida dos indivíduos.

Fabiana Lima, educadora do Setor de Educação para o Trânsito e Mobilidade – EMDURB, destacou a importância de debater a mobilidade de maneira interdisciplinar, incentivando o uso da infraestrutura e mantendo projetos educacionais.

Tatiana Sá pontuou a intenção da Secretaria de Cultura de estabelecer rotas e passeios culturais pelo município, que visite locais históricos e com importância material e imaterial para Bauru.

Flávio Oliveira elencou as ações que podem ser desenvolvidas pela Secretaria de Esportes e Lazer sem a necessidade de investimento financeiro. A realização de um estudo dos praticantes de ciclismo, dos locais e estruturas para prática do ciclismo e análise do investimento necessário para implantação de bicicletários.

Erik Mulato frisou a importância de uma semana que incentive o município a discutir a prática do ciclismo e o que pode ser feito no âmbito municipal para melhorar a segurança dos usuários.

Leandro Dias Joaquim destacou projetos de infraestrutura cicloviária que tornaram-se referência, como o da cidade Bogotá, na Colômbia. A capital colombiana é referência mundial em ciclismo. O secretário acredita que a segurança dos usuários das ciclovias precisa ser pensada em conjunto com a construção da malha.

Coronel Meira pediu aos representantes do poder público o levantamento financeiro do custo estimado para a implantação da ciclovia na Avenida Nações Unidas, o que poderá servir como parâmetro para futura busca de emendas parlamentares. “Não medirei esforços para conseguir essa estrutura para o município, se possível a custo zero”, pontuou parlamentar.

A representante do projeto “Pedal em Ação”, Fabrícia Kasama, colocou a estrutura do projeto à disposição de Meira para o fortalecimento da proposta legislativa e nos futuros eventos que ocorrerem em decorrência do texto.

O vereador Guilherme Berriel (MDB) parabenizou Meira pela iniciativa, destacando a importância do desenvolvimento da malha cicloviária para o município.

Finalizando a audiência, Coronel Meira exibiu um vídeo percorrido pelo vereador entre o Zoológico Municipal e o Distrito Industrial III, pela Avenida Nações Unidas. O local é o mesmo sugerido por Meira à prefeita Suéllen Rosim como prioridade "número zero" para o município.