Prefeito apresenta proposta de Novo Organograma aos vereadores

18/04/2017 - Após a entrega formal do projeto de lei à Câmara Municipal, texto será apreciado por comissões internas da Casa

Gazzetta apresenta principais pontos da proposta aos parlamentares

Os vereadores de Bauru estiveram no Palácio das Cerejeiras, na tarde desta terça-feira, quando o prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSD) apresentou os principais pontos e mudanças da proposta do novo organograma da administração municipal, que será encaminhado para a apreciação do Poder Legislativo.

Estiveram no encontro os parlamentares Chiara Ranieri (DEM), Coronel Meira (PSB), Fábio Manfrinato (PP), Francisco Carlos de Góes – Carlão do Gás (PMDB), Luiz Carlos Bastazini (PV), Mané Losila (PDT), Markinho Souza (PP), Miltinho Sardin (PTB), Natalino Davi da Silva (PV), Pastor Luiz (PRB), Ricardo Cabelo (PPS), Sandro Bussola (PDT) e Serginho Brum (PSD).

As extinções, criações e adequações de cargos e estruturas na Prefeitura de Bauru terão impacto anual de, aproximadamente, R$ 300 mil.

Dentre as principais mudanças propostas, está a criação da Secretaria de Governo, composta por sete Subprefeituras: São Geraldo, Mary Dota, Bela Vista, Falcão, Geisel, Independência e Distrito de Tibiriçá.

Caso a proposta seja aprovada, a pasta substituirá a Secretaria de Administrações Regionais (Sear).

Outro ponto em destaque é o eventual desmembramento da Secretaria de Planejamento em duas estruturas: o Instituto de Planejamento – para cuidar de assuntos como Mobilidade, Habitação, Sustentabilidade e Estatística e Geoprocessamento) e a Secretaria de Fiscalização e Licenciamento.

A elaboração de projetos, hoje distribuída em três pastas, estará centralizada na futura Secretaria Municipal de Obras, Engenharia e Urbanismo.

A proposta de novo organograma contempla ainda a criação da Ouvidoria. Quatro Gerências e nove Coordenadorias estarão vinculadas ao Gabinete do Prefeito.

Outro ponto é a criação do Núcleo Gestor, formado por três membros, necessariamente servidores de carreira, que terão, segundo Clodoaldo Gazzetta, a função de assessorar e integrar as políticas do governo.

O prefeito pretende ainda reduzir de 126 para 104 o número de cargos em comissão, mas aumentar de 562 para 568 as funções de confiança, também, obrigatoriamente por funcionários concursados.

Um ponto enfatizado pelo Poder Executivo é a intenção de, até março de 2018, extinguir os 18 cargos de coordenadores de modalidades da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel).

A ideia é que trabalhos equivalentes sejam desenvolvidos por profissionais ou concursados ou via projetos vinculados ao Fundo Municipal de Esportes.

Os dados foram apresentados pelo prefeito e pelo presidente da Fundação de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Funprev), Donizete do Carmo dos Santos.

Gazzetta pontuou que o organograma em vigor na prefeitura é datado de 1993 e precisa ser alterado em busca de maiores organização, agilidade, eficiência, transparência e integração.

Os vereadores presentes fizeram questionamentos iniciais e, agora, aguardam a entrega formal do projeto de lei à Câmara Municipal para que o texto, com a descrição de cada estrutura e cargo, seja apreciado pelos parlamentares e discutido nas comissões internas.

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa