Legislativo abre CEI para investigar desvios na Cohab

- Vinicius Lousada

Apuração também se dará sobre acordos extrajudiciais firmados entre o órgão e construtoras

O Plenário da Câmara Municipal de Bauru aprovou, nesta segunda-feira (10/02), abertura de Comissão Especial de Inquéritos (CEI), buscando apurar problemas relacionados à Companhia de Habitação Popular de Bauru (Cohab).

O colegiado será presidido pelo vereador Natalino da Silva (PV), com relatoria de Markinho Souza (PP). Também são membros Sandro Bussola (PDT), Edvaldo Minhano (Cidadania) e Luiz Carlos Barbosa (PRB).

O grupo vai fazer a primeira reunião para o planejamento dos trabalhos no dia 18 de fevereiro (terça-feira), a partir das 10h.

A CEI instaurada aponta quatro frentes de investigação: recebimento do seguro habitacional de 1998 a 2010 sem o devido repasse ao órgão credor; o recebimento e eventuais desvios do período entre 2007 e 2014 do seguro habitacional; possíveis desvios do retorno do FGTS à Caixa Econômico Federal (CEF) a partir de 2014; e os acordos extrajudiciais realizados pela Cohab com construtoras.

No último 17 de dezembro, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público deflagrou operação denominada “João de Barro” após 14 meses de investigações acerca de desvios na companhia, que tem a Prefeitura de Bauru como sócia majoritária.

Instaurado

O pedido de abertura foi aprovado por unanimidade, com 16 votos.

Regimentalmente, o presidente, José Roberto Segalla (DEM), só votaria em caso de empate.

Eram necessários nove votos para a aprovação do pedido.