Equipe de Tecnologia da Informação da Prefeitura será responsável por grande parte dos processos de inovação apresentados pelo Executivo

- Assessoria de Imprensa

Desenvolvimento Econômico, Administração, Finanças, Negócios Jurídicos e Obras apresentaram seus projetos durante Audiência Pública

A Câmara Municipal de Bauru promoveu nesta terça-feira (4/5), por iniciativa do vereador Mané Losila (MDB), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, um terceiro encontro, por meio de Audiência Pública, para apresentação dos projetos de Inovação Tecnológica que as secretarias municipais pretendem implantar a curto, médio e longo prazo no município.

A vereadora Chiara Ranieri (DEM), que integra a Comissão de Ciência e Tecnologia, também esteve presente.

A audiência contou ainda com a presença, por videoconferência, do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda, Charlles Rodrigo; do secretário de Administração, Everson Demarchi; do secretário de Economia e Finanças, Everton Basílio; do secretário de Negócios Jurídicos, Gustavo Bugalho, e representando o secretário de Obras, o diretor de Projetos Públicos e Serviços Técnicos, Bruno Porto. A coordenadoria de Defesa Civil em Bauru não participou do encontro.

Também participaram de forma remota o representante da Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação (Asserti) e do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Thiago Amor; o representante do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico (Codese), Antonio Alliberty de Castro; o empresário de tecnologia, Eduardo Stevanato; representando a Comissão de Direito Eletrônico e Digital da OAB Bauru, Maurício Ruiz; a Fatec Bauru, Sebastião Gândara Vieira; a diretora do departamento de Processamento de Dados da Prefeitura de Bauru, Ana Lígia Corrêa; a advogada Livette Nunes, da OAB Bauru; além de representantes de entidades e membros da sociedade civil.

Sedecon

Charlles Rodrigo apresentou os projetos que são planejados pela Sedecon. O secretário destacou o programa Emprega Bauru, uma tecnologia desenvolvida pela administração municipal que auxilia o cidadão a encontrar um emprego, intermediando o contato entre empregadores e candidatos.

De acordo com o secretário, está no planejamento da Sedecon a implantação de uma plataforma que ofereça para as empresas a possibilidade de análise do perfil do candidato que ela está procurando, melhorando o processo de contratação. A plataforma também possibilitará a melhoria do currículo do candidato, criando uma carta de oferta.

O custeio dessa plataforma foi feito através de recursos da própria secretaria, que fez uma transferência interna de verbas. O processo está em licitação e tem custo anual estimado entre R$ 9 e 10 mil.

Além disso, Charlles Rodrigo destacou um projeto de mapeamento de necessidades de cada bairro de Bauru, que buscará transformar essa demanda em mão de obra especializada. De acordo com o secretário, a secretaria está instalando um software interno que usa a metodologia Kanban a fim de melhorar o fluxo dos processos internos da pasta.

Administração

Everson Demarchi falou sobre os projetos estimados pela Secretaria de Administração. De acordo com o gestor, uma das dificuldades enfrentadas pela pasta na informatização dos processos é a contratação e continuidade dos servidores no serviço público. Muitas vezes a rede privada oferece benefícios maiores que o Executivo.

Na apresentação Demarchi apresentou diversos processos que estão ocorrendo dentro da secretaria, como a digitalização de prontuários dos servidores, a integração do controle de frequência dos servidores integrados e a otimização do sistema de cadastro de fornecedores.

Grande parte dos projetos apontados por Everson está sendo desenvolvida pela equipe de Tecnologia da Informação do Executivo, sem custos adicionais.

Ao ser questionado por Mané Losila sobre a possibilidade de que a modalidade de trabalho em home office seja implantada no Executivo, o secretário explicitou que a melhoria dos processos eletrônicos apontados no planejamento é um dos itens que buscam viabilizar tal possibilidade.

Economia e Finanças

Everton Basílio apresentou durante a audiência os processos de inovação que são esperados pela Secretaria de Economia e Finanças. No início de seus apontamentos, o secretário esclareceu que muitos dos pontos apresentados buscam beneficiar todas as secretarias, já que grande parte dos profissionais de tecnologia da informação da prefeitura estão alocadas na pasta.

Segundo Basílio, a equipe está trabalhando na melhoria do site e do aplicativo do Executivo, implantando um novo layout, melhorando a usabilidade e otimizando os recursos de acessibilidade das plataformas.

A secretaria também investirá na contratação de uma empresa terceirizada para a manutenção do datacenter municipal com custo estimado de R$ 57 mil mensais. De acordo com o secretário, a terceirização do processo tem como objetivo garantir a segurança das informações da Prefeitura.

A ampliação do sistema de atendimento por documento eletrônico, a modernização do sistema de gestão tributária, o desenvolvimento de uma ferramenta de inteligência fiscal, para automatizar rotinas da fiscalização tributária, e a integração da base de dados dos órgãos públicos foram citados no planejamento apresentado pelo secretário.

A aquisição de um sistema de georeferenciamento, estudado em conjunto com a Secretaria de Planejamento, também foi apontada pelo gestor como uma melhoria necessária para otimização dos processos desenvolvidos pela administração municipal.

Negócios Jurídicos e Obras

Gustavo Bugalho afirmou que alguns dos projetos apresentados pelas outras secretarias também beneficiarão a de Negócios Jurídicos. O sistema de georreferenciamento, por exemplo, ajudaria nos processos de controle do patrimônio imobiliário e na execução fiscal.

Ao ser questionado por Mané Losila, Bugalho afirmou que o setor de execução fiscal da secretaria tem estudado maneiras de integrar o trabalho da área com o setor de dívida ativa.

Bruno Porto também citou os benefícios que seriam obtidos na Secretaria de Obras através do sistema de georeferenciamento. Além disso, o diretor afirmou que a secretaria planeja instalar uma plataforma que otimizaria os processos da secretaria, diminuindo o tempo de atendimento de demandas, minimizando erros e concentrando as informações.

Ciclo de Audiências

Losila destacou a importância dos encontros para a Comissão de Ciência e Tecnologia da Casa de Leis. De acordo com o parlamentar, pontos em comum entre as secretarias estão sendo observados nas audiências, o que pode ajudar na viabilização dos planejamentos.

A próxima Audiência Pública, agendada para o dia 11 de maio, às 14h, encerra o ciclo de apresentações dos Projetos de Inovação Tecnológica com a participação das empresas públicas e autarquias do município.

Para o último encontro foram convocados o presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural de Bauru (Emdurb), Luiz Carlos Valle; o presidente da Companhia de Habitação Popular de Bauru (Cohab), Alexandre Canova Cardoso, e o presidente do Departamento de Água e Esgoto de Bauru (DAE), Marcos Saraiva.

Assista à íntegra.