Em reunião com Mané Losila, Daesp se dispõe a, junto à Anac, autorizar mais voos no Moussa Tobias

20/09/2018 - A partir de novembro, superintendência do órgão vai mediar reuniões entre gestores da cidade e companhia aéreas

Mané Losila, Fábio Calloni e os servidores Vinícius e Jamil

  Dando sequência à mobilização com o objetivo de ampliar o número de voos comerciais no Aeroporto Moussa Tobias, após a aprovação de Moção de Aplauso de sua autoria, o vereador Mané Losila reuniu-se, nesta quinta-feira (20/09), com o superintendente do Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), Fábio Calloni.

  O parlamentar obteve o compromisso de que, junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o órgão tomará as providências necessárias para alterar a portaria de 2016 que restringe a operação do Bauru-Arealva a apenas cinco voos por semana de aeronaves da categoria 4C – que abrange os modelos Airbus 320 e Boeing, predominantemente utilizados pelas empresas para o transporte de passageiros.

  Este movimento se dará a partir da constatação de demanda e interesse das companhias aéreas em iniciar ou ampliar suas atividades no Moussa Tobias.

  Nesse sentido, Fábio Calloni também colocou o Daesp à disposição da cidade, a fim de mediar reuniões entre Câmara e Prefeitura de Bauru junto a representantes dessas empresas.

  “A imposição do limite se deu para fins de certificação da Anac. Se houver demanda, vão autorizar mais voos. E, pela conversa que tivemos, a equipe deles entende que há. Assim que passar o processo eleitoral, no mês de novembro, o Daesp vai nos ajudar com essas agendas, que, certamente, contarão com a participação do prefeito Clodoaldo Gazzetta e do secretariado envolvido”, conta Mané Losila.

Cargas

  Além do potencial para o transporte de passageiros (o tráfego de voos em Bauru é 10 vezes menor se comparado ao do Aeroporto de São José do Rio Preto), Fábio Calloni reiterou ao vereador a vocação do Bauru-Arealva para o transporte de cargas, cujo volume supera o despachado no outro município.

Concessão para Hangares

  O superintendente do Daesp revelou ainda que o órgão vai reabrir editais, visando a concessão de áreas no Moussa Tobias para que empresas ou proprietários de aeronaves construam e explorem hangares.

  “Nesse sentido, também vamos ajudar a vender a cidade. Se um primeiro se instalar e der certo, tenho certeza de que outros terão interesse. Com esse conjunto de ações, queremos ampliar o potencial explorado do nosso aeroporto”, finaliza Mané Losila.

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa