Comissão de representantes dos servidores da Casa de Leis discute a reposição inflacionária de 2021 com o Presidente da Câmara

- Assessoria de Imprensa

Funcionalismo do Legislativo solicitou os mesmos índices apresentados pelo Executivo ontem (13/1)

Nesta sexta-feira (14/1), o presidente da Câmara Municipal de Bauru, vereador Markinho Souza (PSDB), recebeu a comissão formada por representantes dos servidores do Poder Legislativo, na Sala da Presidência da Casa de Leis, para discutir a reposição inflacionária de 2021 que será aplicada ao salário-base e ao vale-alimentação.

Estiveram presentes os servidores efetivos da Câmara, Eduardo de Almeida, José Augusto Júnior e Nelson Gonçalves. Também compõe a comissão, Marcelo Malacrida e Ricardo da Silva. O diretor de apoio legislativo, Ronaldo Schiavone e o consultor financeiro da Câmara, Alexandre Previero, acompanharam a reunião.

No encontro, os servidores do Poder Legislativo pontuaram as considerações relativas ao anúncio feito ontem (13/1), pela prefeita Suéllen Rosim (Patriota), que antecipou a discussão da reposição salarial de 2021, apresentando a proposta de reajuste de 10,06% na remuneração dos servidores e de 25% no vale-compra da Administração Direta e Indireta.

No Auditório da Prefeitura, a chefe do Executivo sinalizou a possibilidade de convocação de uma Sessão Extraordinária para aprovação da proposta com efeitos do reajuste para este mês. A data-base para os servidores públicos municipais de Bauru é em março.

O presidente Markinho Souza sinalizou aos membros que caso a prefeita envie uma proposta de recomposição salarial de 2021 para apreciação ainda este mês, a Mesa Diretora também apresentará os mesmos índices aplicados pelo Município de Bauru. Caso não apresente a matéria de lei para apreciação em Sessão Extraordinária, a presidência da Câmara se comprometeu em protocolar o projeto de iniciativa do Legislativo e dar entrada na primeira Sessão Ordinária de 2022, para repor as perdas ao longo do último ano.