Carlão do Gás questiona custo do recape em Bauru

- Assessoria de Imprensa

Segundo o parlamentar, valor é maior do que o praticado em outras cidades da região, reduzindo a quantidade de quadras atendidas com recursos de emendas

O vereador Francisco Carlos de Góes (MDB) questionou, na Tribuna da Câmara Municipal, o valor praticado para o pagamento de serviços de recape em Bauru.

Segundo ele, o metro quadrado para a recuperação asfáltica tem custado R$ 51,00 no município. Para fins de comparação, ele afirmou que, em Lençóis Paulista, esse valor gira em torno de R$ 35,00.

Na Sessão Ordinária da última segunda-feira (07/10), o parlamentar defendeu que é importante averiguar as razões para essa diferença – que impacta diretamente no número de quadras que podem ser contempladas com o recape quando são liberados à cidade valores de outras esferas governamentais para a execução desse tipo de serviço.

Carlão deu o exemplo de emendas parlamentares no valor de R$ 700 mil, indicadas pelo deputado federal Rodrigo Agostinho a ele e outros vereadores.

“A gente vem trabalhando para providenciar os projetos que vão atender os bairros, mas estávamos calculando o valor de R$ 35,00 por metro quadrado. Vai diminuir muito o número de quadras assistidas”, lamentou.

O vereador Miltinho Sardin (PTB) endossou o apontamento ao dizer que, pouco tempo atrás, ruas do Jardim Flórida foram recapeadas por valores muito menores do que o apontado agora.

Coronel Meira (PSB) observou que, diferentemente de outras cidades, que executam o serviço utilizando 3 centímetros de asfalto, Bauru faz com 4.

“Precisamos entender o porquê dessa exigência”, emendou Carlão do Gás.