Câmara volta a discutir marginais da Marechal Rondon, mas concessionária não comparece

23/08/2018 - Grupo de empresários afetados pelo projeto sistematizou dúvidas, apontamentos e problemas já identificados; vereadores Natalino e Yasmim tentam mobilizar novo encontro

Reunião foi realizada no Plenário Legislativo

  Na tentativa de compreender o planejamento, conhecer o cronograma e discutir as consequências das obras de construção das marginais na rodovia Marechal Rondon (SP-300), os vereadores Natalino Davi da Silva (PV) e Yasmim Nascimento (PSC) promoveram, nesta quinta-feira (23/08), mais uma reunião para tratar do assunto. Roger Barude (PPS) também participou.

  O encontro foi agendado após Audiência Pública convocada pelos parlamentares no último 7 de agosto, com o intuito de que a concessionária ViaRondon, responsável pela contratação das intervenções recentemente retomadas, apresentasse respostas a questionamentos então apresentados.

  Apesar de, na ocasião, terem concordado com a nova reunião, os representantes da ViaRondon não compareceram à Câmara Municipal nesta quinta.

  Os vereadores Natalino e Yasmim lamentaram e tentam, agora, agendar um novo encontro que conte com a participação da concessionária, possivelmente para o dia 30 de agosto.

  Mesmo sem representantes da ViaRondon, a reunião foi considerada produtiva pelos parlamentares, já que um grupo de empresários se mobilizou e sistematizou dúvidas em comum que precisam ser sanadas.

  Em resposta a questionamento da vereadora Yasmim, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico informou, hoje, que 62 empresas são diretamente afetadas pelo projeto das marginais.

  Já na Audiência Pública do início do mês, houve relatos de estabelecimentos que encerram as atividades ou mudaram de endereço, inclusive para outra cidade.

  Há problemas no acesso a essas empresas, cujos representantes também apresentaram questionamentos acerca de desapropriações e até de mobilidade, mais especificamente, no caso do bairro Jardim Nicéia.

  Participaram do encontro o presidente da Emdurb, Elizeu Eclair, e os secretários municipais Ricardo Olivatto, de Obras, e Letícia Kirchner, de Planejamento.

  Na última audiência, os gestores municipais colocaram que não têm acesso ao cronograma de obras da ViaRondon, que, por sua vez, admitiu, por meio de seus representantes, ainda não dispor do projeto definitivo das marginais.

  Nesta quinta-feira, Letícia Kirchner reforçou também a importância de que o Ministério Público seja chamado a participar das tratativas conduzidas pela Câmara Municipal.

Vereadores Roger Barude, Yasmim Nascimento e Natalino Davi da Silva

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa