Baroninho é o mais novo homenageado no Hall de Personalidades da Casa de Leis

- Assessoria de Imprensa

O ex-jogador de futebol bauruense foi campeão da Copa Libertadores da América e também do Mundial Interclubes

O ex-jogador e treinador de futebol Edílson Guimarães Baroni, o Baroninho, ganhou, nesta segunda-feira (29/11), um quadro com sua foto no Hall de Personalidades da Câmara Municipal de Bauru. Baroninho é referência no futebol, como jogador e treinador, e foi homenageado por iniciativa do vereador Eduardo Borgo (PSL), que promoveu a homenagem através do Requerimento n.º 1087/21. Participaram da homenagem todos os vereadores presentes no Plenário da Casa de Lei, durante a 44ª Sessão Ordinária do ano.

O atleta bauruense Edílson Guimarães Baroni ficou conhecido no mundo esportivo com múltiplas vitórias e conquistas durante sua trajetória. No dia 18 de janeiro de 1958 foi revelado pelo Esporte Clube Noroeste, sendo considerado um dos maiores ídolos da torcida. Fez parte do elenco noroestino que disputou o Campeonato Brasileiro de 1978, única participação do alvirrubro no principal torneio nacional de futebol. Neste mesmo ano, realizou um sonho e foi contratado pelo Palmeiras – seu time do coração – com atuações memoráveis até 1983 e marcando 32 gols em 193 partidas – com 85 vitórias – tendo a oportunidade de ser comandado por uma de suas principais referências como técnico: Telê Santana.

Em 1981 foi emprestado ao Flamengo e, no mesmo ano, o atacante de fortíssimo chute de esquerda ganhou todos os títulos possíveis pelo clube carioca, onde atuou por 51 partidas – com 32 vitórias – e balançou as redes por nove vezes. Foram cinco títulos em oito meses, com destaque para a Taça Libertadores da América e o Campeonato Mundial Interclubes. Logo em seguida, em 1982, retornou ao alviverde paulista.

Pelo Noroeste, jogou entre 1973 e 1978, bem como entre 1987 e 1988, retornando em 1993, em seu último ano como jogador. Pelos clubes do interior paulista, defendeu também as camisas do Inter de Limeira, América (São José do Rio Preto), Botafogo (Ribeirão Preto) e Ferroviária (Araraquara).

Como treinador, comandou as categorias de base do Santo André entre 2007 e 2009 e, em 2015, retornou para comandar a equipe Sub-20 no Campeonato Paulista da categoria. Em 2016, assumiu a equipe do XV de Jaú e a levou até as semifinais do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

Além do histórico como jogador e treinador, Baroninho também revelou craques do futebol brasileiro, incluindo jogadores de reconhecimento internacional.

Pela brilhante trajetória no esporte, Borgo eternizou na Casa de Leis o quadro do atleta. “Hoje, graças a Deus, conseguimos fazer essa justa homenagem que entra neste hall dos esportistas e das celebridades do nosso município”, celebrou o vereador.

O esportista agradeceu a homenagem e relembrou a sua história e os laços com a cidade. “A gente fica agradecido de ser bauruense”.