Audiência revela que maioria das Associações de Moradores não está regularizada

11/07/2017 - Reunião foi convocada por iniciativa do vereador Natalino e mobilizou lideranças comunitárias da cidade

Vereador Natalino convocou a Audiência Pública desta 3ª feira

Das 51 Associações de Moradores atuantes em Bauru, apenas 16 estão devidamente regularizadas e cadastradas junto à Secretaria Municipal de Administrações Regionais (Sear). O dado foi apresentado pelo vereador Natalino Davi da Silva (PV), que convocou a Audiência Pública, realizada nesta terça-feira (11/07), para discutir a situação dessas organizações na cidade.

Na avaliação do parlamentar, a falta de recursos e a falta de incentivo do poder público estão entre as principais dificuldades que impedem o fortalecimento dessas entidades.

Segundo Natalino, em sua primeira gestão, no final da década de 1980, ex-prefeito Tuga Angerami foi o último governante de Bauru a estimular a organização orgânica dessas associações. 

A audiência contou com a participação de dezenas de lideranças comunitárias, bem como das vereadoras Chiara Ranieri (DEM) e Yasmim Nascimento (PSC).

Uma série de dificuldades enfrentadas pelas associações e por Organizações Não-Governamentais foi elencada pelos munícipes.

Uma das sugestões, apresentada pelo chefe de Gabinete da Câmara Municipal, Júnior Rodrigues, foi a de que o DAE passe a cobrar a tarifa social para a água consumida nos Centros Comunitários. Atualmente, é aplicada a tarifa comercial, o que encarece e, muitas vezes, inviabiliza o pagamento das contas por parte das entidades.

Representando a Comissão de Assuntos Comunitários da subsede de Bauru da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Paulo Eduardo de Souza falou sobre a disponibilidade de assistência e orientação jurídica por parte da instituição às associações.

Durante a audiência, falaram pelo Poder Executivo o secretário do Bem-Estar Social, Carlão Fernandes, o secretário de Agricultura e Abastecimento, Chico Maia, e o coordenador da Defesa Civil, Sidnei Rodrigues, que representou o vice-prefeito e secretário de Administrações Regionais, Toninho Gimenez.

Ao final do encontro, uma comissão de munícipes foi montada para que o assunto continue sendo a discutido por intermédio do Poder Legislativo.

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa