Audiência pública discute reformas Trabalhista e da Previdência

19/04/2017 - Grupos contrários às medidas apresentaram proposta de Moção de Repúdio contra o governo Michel Temer

Luiz Albano, Roque, Bussola e Idenilde Conceição (Apeoesp)

Lideranças sindicais, representantes de movimentos sociais e trabalhadores participaram, na tarde desta quarta-feira (19/04), de audiência pública, realizada no Plenário da Câmara Municipal de Bauru, com o intuito de discutir as propostas do governo federal para as reformas Trabalhista e da Previdência Social.

Os trabalhos foram conduzidos pelo presidente da Casa, Sandro Bussola (PDT), e secretariados pelo ex-vereador Roque Ferreira, que preside o PSOL de Bauru.

Representando a CUT, Luiz Albano da Silva destacou a necessidade de que os sindicatos se organizem a fim de esclarecer a população sobre o conteúdo das propostas em pauta.

Segundo ele, a agenda do governo federal retira direitos da classe trabalhadora, especialmente das mulheres.

Albano falou sobre o chamamento para greve geral no dia 28 de abril, sexta-feira da semana que vem.

Pela Força Sindical, Vanderlei Aparecido de Oliveira chamou de esdrúxulas as propostas de reformas do governo, salientando a necessidade de sensibilização da população, que, em parte, não tem acreditado na efetivação das mudanças em debate.

Ainda sobre a mobilização de 28 de abril, ambos recomendaram que os atos transcorram de forma pacífica.

Roque Ferreira avisou que, para Bauru, acontecerá ato unificado, a partir das 9h, em frente à Câmara Municipal. O ex-parlamentar e dirigente do PSOL enfatizou a necessidade de que as lutas dos trabalhadores sejam politizadas.

Outras lideranças partidárias usaram a palavra durante a audiência pública. Francisco Wagner Monteiro (Chicão), presidente do PT local, afirmou que o governo do presidente Michel Temer (PMDB) atende aos interesses do capitalismo internacional.

Secretário-Geral do PDT de São Paulo, Lúcio Maluf chamou de falacioso o déficit da previdência e disse que, se aprovada, a reforma condenará o Brasil ao “não crescimento perpétuo”.

Presidente da sigla em Bauru, o ex-vereador Fabiano Mariano destacou o comprometimento do movimento sindical na luta em favor dos trabalhadores brasileiros.

Encaminhamento

Ao final da audiência, o presidente da Câmara Municipal recebeu dos movimentos contrários às reformas Trabalhista e da Previdência Social uma Moção de Repúdio contra o governo Temer, responsável por essa propostas.

O vereador Sandro Bussola reiterou sua contrária às reformas e externou o compromisso de assinar a Moção.

Também participaram da audiência pública assessores dos vereadores Mané Losila (PDT), Serginho Brum (PSD) e Yasmim Nascimento (PSC).

 

VINICIUS LOUSADA

Assessoria de Imprensa

 

    Lúcio Maluf, secretário-geral do PDT-SP, participou da audiência